#CJSP / Notícias
/Sugestões para estreitar a relação da criança com o meio ambiente

Sugestões para estreitar a relação da criança com o meio ambiente

DDWB Agência - 10 de fevereiro de 2020

Os cuidados com o meio ambiente e a preservação da natureza devem começar cedo. Por isso, veja 6 dicas para ensinar os pequenos a zelar pelo nosso planeta!

Realizar projetos lúdicos e prazerosos que ensinam a importância de se ter empatia e cuidado com a natureza, aumenta as chances dos pequenos se tornam mais conscientes ainda na infância.   

Desde coleta seletiva — mostrando quais materiais são recicláveis e em qual lata de lixo cada item deve ser jogados — até mesmo escovar os dentes de torneira fechada são atividades que poderão ser levadas por toda sua vida.

Pensando nisso, preparamos este guia com dicas de preservação do meio ambiente, que podem ser ensinadas pelos pais desde a infância. Vamos lá?

6 maneiras de incentivar as crianças a cuidarem do meio ambiente

Se analisarmos a partir do campo político, muitos projetos grandes devem ser feitos para reverter o aquecimento global e evitar que a água entre em estado de falta alarmante. Porém, pequenas ações podem sim fazer a diferença no meio ambiente se cada um fizer a sua parte e tomar atitudes responsáveis em seu dia a dia, e isso envolve toda a comunidade. 

E já que os pequenos gostam de aprender brincando e são seres bastante curiosos, trouxemos um manual com 6 maneiras bem divertidas de ensinar os filhos a pensarem no planeta de uma forma diferente e com atividades que podem ser incluídas na rotina de uma forma leve — e o melhor, unindo lazer e cuidados com o meio ambiente. Olha só:

  1. Reciclagem de materiais

Que tal investir em algumas lixeiras coloridas? Caso o seu filho já saiba ler, escreva o material que irá em cada uma delas e desenhe junto com ele o que deverá ser jogado ali.

Outra sugestão é ter uma lata para itens orgânicos e outra para recicláveis, e aos finais de semana se reunirem para separar o que for papel, o que for metal, o que for vidro e o que for plástico, criando uma brincadeira para explicar cada categoria. Pode ser por métodos de adivinhação, como “De qual material tal objeto é feito?” ou através de músicas que falem sobre as cores primárias, por exemplo. São inúmeras possibilidades.

Além disso, vale frisar que as crianças gostam de se sentirem úteis. 

  1. Troca e doação de roupas e de brinquedos

Além de ensinar seu filho a ter apenas o necessário — por exemplo, a comprar somente os brinquedos que ele realmente quer e com os quais brincará de forma efetiva —, não se esqueça de separar e explicar a importância de doar roupas, acessórios e jogos antigos.

Dessa forma, mais do que preservar o meio ambiente — não produzindo mais lixo e não investindo em materiais difíceis de serem decompostos, como é o caso do plástico —, você também ensinará o pequeno a ter empatia e não sentir ciúmes de suas posses. Afinal, no meio ambiente tudo faz parte de um ciclo, mas nem todos os itens devem ser realmente deixado para trás, uma vez que podem ser utilizados por outras pessoas.

  1. Confecção de brinquedos com material reciclável

Outra maneira interessante de reciclar com a família é lavar as garrafas de plástico, as tampinhas PET, os retalhos e tudo o que puder ser reaproveitado, transformando-os em brinquedos, como bonecas de pano, bonecas de plástico, campo de futebol de botão, em que o botão na realidade são as tampas de garrafas, etc.

Existem diversos tutoriais na internet que ensinam a fazer jogos com materiais que iriam para o lixo e, assim, além de incentivar a reciclagem e a criatividade, essa acaba sendo uma ótima programação para entreter os pequenos nas férias ou nos finais de semana. Nada melhor do que unir o útil ao agradável, não é mesmo?

  1. Faça piqueniques e passeios ao ar livre

Indo contra a corrente do consumismo e complementando o tópico anterior, incentivar seu filho a preservar o meio ambiente por si só muitas vezes não é suficiente: é necessário mostrar porque ele precisa ser cuidado e o que ele oferece.

Inicialmente, pode parecer complicado inserir algumas programações ao ar livre em sua rotina, porém, ter um contato direto com a natureza, além de fazer bem para a saúde mental e física, pode ser essencial para estreitar os laços sociais. Vale levar o pequeno para pedalar em parques junto com toda família, pegar frutas direto do pé, visitar animais em fazendas ou sítios, fazer piqueniques com comidinhas saudáveis — onde você pode explicar como os alimentos nascem — e muito mais.

Saiba que tudo isso demonstrará ao seu filhote porque cuidar de onde se vive é maravilhoso. Sem contar que estes momentos únicos podem ajudar a estreitar os laços familiares e rendem ótimas fotografias e lembranças.

  1. Adote animais ao invés de comprar

Nunca, em hipótese nenhuma, compre animais silvestres, cachorros ou gatos de raças que não venham de estabelecimentos credenciados. Caso contrário, você movimentará um mercado que, na realidade, precisa ser extinto, já que alguns locais não tomam os devidos cuidados com os pets adultos e filhotes, pensando apenas no lucro.

Se você puder ir mais além, adote animais de ONGs ou dos canis da Prefeitura da sua cidade. Pois além destes bichinhos oferecerem o mesmo amor daquele que seria comprado, você dará um lar a esses animais, que possivelmente ficariam jogados nas ruas.

Ah, e saiba que alguns municípios disponibilizam esses bichos já vacinados e castrados. Portanto, pesquise na internet e não esqueça que adoção é um ato de compaixão com o meio ambiente e com a vida.

  1. Invista em hortas e não desperdice alimentos

Hoje em dia podemos ver algumas sugestões e ideias de cultivo de hortas até mesmo em apartamentos, repensando assim os nossos hábitos de consumo e nos permitindo cuidar de plantas pequenas, como a salsinha, o manjericão, a cebolinha, entre outros temperos, além de verduras que não necessitam de tanto espaço para crescerem, tanto no meio ambiente quanto onde você mora.

Mas caso seja inviável por conta da falta de tempo em dedicar-se a esse cultivo, outra opção é ensinar seu filho a comprar de pequenos produtores rurais, indo com ele a feiras livres. Além disso, podem ressaltar a importância em não jogar comida fora. Ou seja, instrua-o desde cedo a colocar no prato somente aquilo que for realmente comer.

Para que todos esses hábitos sejam intensificados, a escola deve ter uma relação de parceria com os pais, pensando sempre na preservação do meio ambiente. O Colégio Jardim São Paulo sabe da importância em cuidar do nosso planeta e oferece projetos sustentáveis. Clique aqui e agende uma visita, teremos um imenso prazer em lhe receber.

× WhatsApp
X